Archive for the ‘Saúde Corporativa’ Category

  1. Acaba de ser lançado nos Estados Unidos o livro “Global perspectives in workplace health promotion”, que faz uma análise profunda da saúde corporativa em vários países. O livro mostra que os sistemas de saúde em todo o mundo estão enfrentando pressões de custos devido ao aumento das doenças crônicas resultantes de estilos de vida insalubres como, por exemplo, obesidade, sedentarismo e estresse relacionado ao trabalho.

    Esses fatos se somam às exigências crescentes de aumento da produtividade no cada vez mais competitivo mercado de trabalho mercado global, o que está levando empresas e governos a compreenderem que é preciso uma abordagem mais pró-ativa e sistemática para promoção da saúde do empregado.

    Este livro destaca como 21 países estão enfrentando esses desafios, prestando atenção redobrada às seguintes áreas de promoção da saúde no local de trabalho: problemas de saúde decorrentes de comportamentos de risco (fumo, falta de exercícios); os sistemas de saúde desses países; influências históricas e culturais sobre a saúde física e mental; motivadores para o estabelecimento de programas globais de promoção da saúde no local de trabalho; exemplos das melhores práticas; os principais resultados e indicadores de sucesso. O capítulo sobre o Brasil foi escrito pelo médio e profissional de saúde corporativa da CPH Health, Ricardo De Marchi. Você pode pedir seu livro pela Amazon, clicando aqui.

    • Share/Bookmark
  2. Paulo Hirai, Diretor da SantéCorp, alerta que, embora muitas empresas já compreendam a importância de seu capital humano, as ações que elas desenvolvem em saúde corporativa não evidenciam essa preocupação. Para muitas empresas as ações de saúde se limitam à concessão do plano de saúde, atividade por si só insuficiente quando queremos entender o que se passa na vida das pessoas e como isso afeta o desempenho e a produtividade. Saiba mais no vídeo abaixo.

     

    • Share/Bookmark
  3. Fala-se muito em gestão financeira, gestão de marketing e gestão de tecnologia. Mas e a gestão da saúde? Segundo Paulo Hirai, Diretor da SantéCorp, os ganhos com saúde corporativa só acontecem se a atividade tiver uma gestão eficaz, o que pode ser alcançado por meio de planejamento. No vídeo abaixo ele explica melhor essa questão.

    • Share/Bookmark
  4. O mercado de saúde complementar reúne 24% da população brasileira. Desse total, 70% a 80% são planos vinculados a pessoas jurídicas, ou seja, pagos por empresas para os funcionários. Segundo Cláudio Tafla, Gerente Médico da Diretoria Técnica da Amil, os planos corporativos mudam drasticamente o relacionamento da operadora com o usuário. Conheça mais sobre o tema no vídeo abaixo.

    • Share/Bookmark
  5. Segundo Cláudio Tafla, Gerente Médico da Amil, o custo da saúde bancado pelas empresas afeta diretamente o preço dos produtos, o que pode tornar uma empresa menos competitiva. Ele relata um caso tradicional, já amplamente conhecido, que mostra o impacto do custo da saúde no preço dos automóveis de duas montadoras. Conheça melhor essa história no vídeo abaixo.

    • Share/Bookmark
  6. Para Cláudio Tafla, Gerente Médico da Diretoria Técnica da Amil, o projeto ideal de saúde corporativa precisaria levar em conta aspectos como prevenção, atendimento a doenças, tratamento de casos complexos e, inclusive, cuidados paliativos. Isso torna a gestão de saúde uma atividade complexa, que demanda a atenção de especialistas. No vídeo abaixo ele explica melhor essa visão.

    • Share/Bookmark
  7. Avaliar resultados em saúde corporativa é a nova fronteira dos profissionais que se preocupam com essa questão. Embora muitos resultados sejam de difícil mensuração, há outros muito evidentes. No vídeo abaixo, Cláudio Tafla, Gerente Médico da Diretoria Técnica da Amil, explica sua visão do assunto.

    • Share/Bookmark
  8.  Segundo Cláudio Tafla, Gerente Médico da Diretoria Técnica da Amil, as empresas precisam ir muito além do plano de saúde quando o assunto é gestão da saúde na empresa. “Poucas empresas se dão conta de que uma gestão de saúde eficaz inclui o plano de saúde e não fica somente nele”, diz. Veja no vídeo abaixo mais um trecho da entrevista com Tafla.

    • Share/Bookmark
  9. Luiz Carlos Monteiro, Presidente da ePharma, lembra que a maioria das empresas desconhece a situação da saúde de seus empregados. Ele assinala que, em alguns casos, há empresas em que 40% dos empregados usam drogas que afetam o sistema nervoso central como emagrecedores, soníferos ou outras.
    “As pessoas vivem se equilibrando entre a hiperatividade e a depressão, o que certamente afeta seus desempenhos no trabalho”, assinala.
    Uma solução para o problema passa pelo diagnóstico da situação da saúde dos empregados de modo geral, o que ajuda a organização a avaliar a situação de seu capital humano. Veja no vídeo abaixo outro trecho da entrevista com Monteiro, que está apoiando a realização dos “Encontros de Saúde Corporativa”.

    • Share/Bookmark
  10. Segundo Luiz Carlos Monteiro, Presidente da ePharma, empresa que apoia a realização dos “Encontros de Saúde Corporativa”, o conceito tem muito a evoluir no Brasil. De modo geral, ele explica, as empresas acreditam que resolvem o problema da gestão da saúde em suas empresas apenas concedendo um plano de saúde aos seus colaboradores, o que é uma visão limitada.

    É preciso enxergar a saúde como ativo, agindo no sentido de melhorar a qualidade de vida das pessoas. Somente dessa forma as empresas conseguem reduzir os custos com a saúde e, mais importante, melhorar a produtividade de seus empregados”, explica. Veja no vídeo abaixo um trecho da entrevista com Monteiro sobre o tema.

    O presidente da ePharma vai participar do Encontro de Líderes que acontece no último dia dos “Encontros de Saúde Corporativa”.

    • Share/Bookmark